8 maneiras de espantar o sono na hora de estudar

Gran OAB | Cursos Online

O silêncio, a monotonia, a calmaria em volta. Às vezes, estudar parece um sonífero natural, né? Você estava descansado, concentrado e – do nada – puff!

Quem nunca deu aquela piscadinha e acordou apavorado em cima dos livros?

A gente sabe que acontece! Por isso, reunimos oito dicas para você não dormir no ponto e mandar bem nos estudos. Quem nos ajudou foi a Andrea Bacelar, médica neurologista e secretária da Associação Brasileira do Sono. Confere aí:

1. Durma o suficiente

O maior erro que você pode cometer é não dormir na noite anterior a uma prova. Segundo a neurologista Andrea Bacelar, isso se chama privação voluntária do sono. A recomendação é que se durma de 8h à 10h a cada 24h.

Você só vai conseguir memorizar as informações que estudou quando atingir aquele sono mais profundo, chamado de REM. Nosso bem-estar físico e emocional depende dessas horas de sono. Logo, se você passou a noite estudando, vendo série ou fazendo Snaps, não vai estar 100% no dia seguinte.

Nada pior do que aquela sensação de que um dementador sugou suas energias!

2. Descubra se você é matutino ou vespertino

Se você sente muito sono quando senta para estudar, pode ser que esteja escolhendo o período errado do dia. Segundo os neurologistas, existem pessoas matutinas e vespertinas. Enquanto as primeiras estudam, trabalham, fazem exercícios, se sentem mais criativas e motivadas na primeira metade do dia, as outras preferem fazer tudo isso durante o final da tarde e o início da noite (dormindo por mais tempo durante a manhã).

Descobrir em qual dos dois horários você se encaixa não é tão difícil: é só reparar em quais momentos do dia você é mais produtivo!

3. Certifique-se de que você não tem um distúrbio do sono

Você dorme o suficiente, mas acorda cansado? Pode ser um distúrbio do sono. Segundo a neurologista Andrea Bacelar, a ansiedade pré-prova leva muitos adolescentes a terem insônia. Dificuldades respiratórias também podem atrapalhar a qualidade do sono.

Outro problema muito comum nos adolescentes é o distúrbio do ritmo. Ele ocorre quando a melatonina, o hormônio do sono, não tem sua concentração aumentada do organismo no horário em que deveria. Assim, a pessoa tenta dormir às 22h, mas não consegue porque não há melatonina o suficiente.

Se você suspeita sofrer de algum desses distúrbios, procure um médico especialista em sono.

4. Ilumine o ambiente de estudo

Quanto mais claro for o lugar que você está estudando, menor a chance de você cair no sono. Quando há luz, as retinas levam um estímulo até o cérebro, que entende que é dia e, por isso, devemos nos manter acordados e atentos. Além da claridade natural, tenha uma luminária no local onde for estudar. Ela ajuda principalmente na hora da leitura!

5. Evite lugares muito confortáveis na hora de estudar

Quando estamos deitados na cama ou atirados no sofá, relaxamos toda a musculatura do corpo. Essa posição confortável pode ser o pontapé inicial da primeira fase do sono. Sentados, por outro lado, estamos contraindo os músculos das pernas, tronco e braços.

6. Recorra ao bom e velho cafezinho

A cafeína é um estimulante natural. Ela age no sistema nervoso central, deixando nosso cérebro com mais atenção e concentração. Além do café, está presente em chás, no chocolate, na Coca-Cola e na erva mate.

Segundo a neurologista Andrea Bacelar, nosso corpo sofre uma queda de temperatura corporal natural entre 14h e 15h da tarde. Isso pode provocar uma certa sonolência (e você colocando a culpa no almoço, né?). Aproveite o momento para tomar uma xícara de café. Só não vale exagerar!

7. Intercale o estudo com um exercício físico

O estudo é uma atividade monótona e calma. Já o exercício ajuda a dar aquela acordada básica no cérebro. Experimente intercalar os períodos entre os livros com uma caminhada, uma ida até a academia ou pratique um esporte!

8. Tire um cochilo

Lutar contra o sono não é a solução. Se você está muito cansado, mas precisa estudar, experimente tirar uma soneca de 30 a 40 minutos.

Segundo a Dra. Andrea, esse tempo não é suficiente para o corpo entrar em sono REM, o que faz com que o despertar seja mais fácil. “Você vai ter mais facilidade em levantar, vai ficar mais esperto, atento, e o cérebro vai estar pronto para voltar a reter informações”, explica a neurologista. Mas vê se não esquece de colocar o despertador!

Fonte: Me salva

Estude conosco e tenha a melhor preparação para o XXVI Exame de Ordem!
matricule-se 3

O Gran Cursos Online conta com um projeto focado na aprovação dos bacharéis em Direito no Exame Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, o Gran OAB. A renomada equipe de professores, formada por mestres, doutores, delegados, defensores públicos, promotores de justiça e especialistas em Direito, preparou um método online que dará o apoio necessário para o estudante se preparar e conseguir a aprovação. O curso proporciona ao candidato uma preparação efetiva por meio de videoaulas com abordagem teórica, confecção de peças jurídicas e resolução de questões subjetivas. É a oportunidade ideal para aqueles que buscam uma preparação completa e a tão sonhada carteira vermelha.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *