Como desenvolver a criatividade na advocacia

Projeto Exame de Ordem | Cursos Online

Por Maria Olívia Machado e Ana Barros

Você, advogado, já parou para refletir o quanto o pensamento criativo é fundamental em sua vida? É ele que nos traz grandes ideias, ajudando a resolver os problemas mais complexos. E isso impacta diretamente num escritório ou departamento jurídico. Ao encorajar o pensamento criativo de seus colaboradores, você faz com que eles acabem se tornando mais comprometidos e motivados com o próprio trabalho, com uma maior autoconfiança e tudo isso, repercute, consequentemente, no moral do time.

Os seres humanos, independentemente da profissão ou do momento de vida, têm um desejo inato de pensar e agir de forma criativa. Isso não é um traço mágico que aparece apenas em pessoas com veia artística. A verdade é que todos nós temos um profundo poço de criatividade à nossa disposição, esperando apenas para ser libertado. As organizações que suprimem esse impulso natural acabam criando equipes que vão se tornando obsoletas, desconectadas, insatisfeitas e improdutivas. Claramente, equipes como estas atrapalham bastante o desenvolvimento de qualquer negócio.

Portanto, se esta característica é tão instintiva em nós, por que as pessoas não são criativas o tempo todo? A razão é que existem muitas barreiras à criatividade, especialmente dentro das organizações.

A cultura de um escritório de advocacia ou de uma empresa é provavelmente o fator mais importante. Em estudos recentes, pesquisadores concluíram que o apoio que os líderes dão a novas ideias tem uma influência poderosa na criatividade da equipe. Sem este incentivo e suporte superior, as pessoas não se sentem seguras o suficiente para assumir riscos com suas novas teorias e, portanto, o pensamento criativo acaba sendo sufocado.

Outras dificuldades com a criatividade da equipe giram em torno dos problemas comuns que elas enfrentam quando trabalham em conjunto. Como exemplo, temos membros de equipe que são mais extrovertidos ou dominantes e eles terminam por afugentar as ideias dos outros para que as suas se sobressaiam. Ou ainda, há situações em que os colaboradores são um tanto quanto tímidos ou inseguros, não possuindo autoconfiança suficiente para apresentar as suas ideias criativas aos colegas do grupo. Outra possibilidade, é quando as equipes estão discutindo as opções e alguns esquecem o que estavam pensando, enquanto esperam a chance de falar. E por último, temos aqueles que se sentem bloqueados criativamente ao escutarem as ideias de seus colegas.

Ademais, o trabalho em grupo pode dificultar o pensamento criativo, porque o desejo de consenso das pessoas obscurece a vontade de encontrar soluções inovadoras e arriscadas. Existem também outras barreiras, como a pressão para que os colaboradores se conformem com as situações e um respeito natural à autoridade. Tudo isso acaba refreando a criatividade.

Contudo, apesar desses muitos obstáculos à criatividade, é possível fomentá-la em sua equipe. É preciso apenas algum esforço para desenvolver um ambiente que encoraje o pensamento criativo, tanto a curto como a longo prazo.

E então, o que fazer para incentivá-lo?

1. Evite o Microgerenciamento

O microgerenciamento pode ser um forte inibidor do pensamento criativo. Esta é uma das muitas razões pelas quais você, como líder, deve tentar evitar microgerenciar a sua equipe. Dê aos seus advogados o espaço e a liberdade necessários para pensarem criativamente, trabalharem e se destacarem por conta própria.

2. Ganhe confiança

A relação entre você e a sua equipe deve ser baseada na confiança. Sem confiança e respeito mútuo, o pensamento criativo fica inibido.

Isso ocorre porque a criatividade envolve um certo risco e as pessoas não irão correr riscos na presença de pessoas em que não confiam. Se esse é o seu caso, saiba como ganhar a confiança de sua equipe, para que os seus membros se sintam seguros o suficiente para pensar de forma criativa.

Você também pode criar uma sensação de segurança lembrando o seu time com frequência de quão importante é o pensamento criativo para o seu escritório ou empresa. Ainda que tenha que repetir isso muitas vezes, estará demonstrando que este é um interesse real e não apenas um ponto que será esquecido em breve.

3. Não Penalize as Falhas

Muitas pessoas resistem a expressar suas ideias criativas e, especialmente, colocá-las em prática, porque temem o fracasso, ou ainda, porque têm medo de que sejam penalizadas se estas ideias não funcionarem.

Como líder, é importante ajudar seu time a superar o medo do fracasso e reconhecer que destas novas ideias podem surgir muitas coisas boas, desde mudanças positivas na gestão do escritório ou departamento jurídico, até a criação de uma importante tese. Além disso, muitos erros escondem lições e insights importantes que, quando aprendidos, podem levar a um grande sucesso.

Um exemplo de um produto famoso resultado direto de uma falha é o Post-It. Um pesquisador da empresa estava tentando desenvolver uma nova cola, que acabou por ser incrivelmente fraca. Outro profissional da 3M ouviu falar sobre a cola que falhou e começou a usá-la para manter as suas anotações em outros papeis coladas às páginas do livro. O resto, como dizem, é história.

Este exemplo clássico é apenas um entre tantos que mostram como as falhas podem levar a novas ideias e produtos inovadores. Pesquise mais sobre as falhas em sua própria organização, use as histórias comerciais ou mesmo conte as suas histórias de fracasso, a fim de ajudar as pessoas a aceitarem a falha como parte do processo de criação e como fonte de lições importantes.

4. Use técnicas efetivas de brainstorming

Brainstorming é uma técnica popular e eficaz para gerar ideias. No entanto, muitas das barreiras que inibem a criatividade, como o pensamento grupal, a deferência à autoridade e a timidez, aparecem durante as sessões de brainstorming. É por isso que, muitas vezes, é mais eficaz usar variantes de brainstorming do que ele próprio.

Se você deseja inovar nas suas sessões de brainstorming, experimente o brainwriting. Essa técnica permite que os membros do seu time escrevam as suas ideias de maneira anônima, troquem os papeis e desenvolvam as ideias dos outros. Essa é uma chance de todos contribuírem.

Você também pode incentivar a sua equipe a analisar os problemas em profundidade, avaliando sob diferentes perspectivas e pontos de vista, ao invés de se focarem na primeira opção que aparecer na frente, ou ainda, na mais fácil.

5. Lidere pelo exemplo

Nunca se esqueça de que sua equipe olha para você em primeiro lugar. Portanto, incentive o seu pessoal a pensar de forma mais criativa, liderando pelo exemplo.

Apresente as suas ideias, não tenha medo de correr riscos e reconheça os membros da equipe sempre que tiverem um pensamento diferenciado, incomum. Quanto mais você demonstrar seu jeito criativo, mais a sua equipe se sentirá segura o suficiente para seguir o seu exemplo.

6. Incentive momentos a sós

Algumas vezes, os seus advogados podem achar mais fácil terem ideias criativas quando estão trabalhando sozinhos. Sempre que puder, incentive-os a terem tempo para explorar novos conceitos e ideias. Se possível, permita-lhes tempo para tocar projetos que se sintam apaixonados. Além disso, considere reservar um espaço específico, como um escritório vazio ou sala de conferências, e fornece as ferramentas e recursos que eles precisam para dar vazão a essas ideias.

Essa sensação de liberdade e empoderamento podem ser um excelente empurrão para promover uma sensação de criatividade e entusiasmo dentro de sua equipe.

_______________________

Fonte: Migalhas

 

 Estude conosco e tenha a melhor preparação para a 1ª e 2ª fases do XXV Exame de Ordem!
matricule-se 3

O Gran Cursos Online desenvolveu o Projeto Exame de Ordem focado na aprovação dos bacharéis em Direito no Exame Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil. A renomada equipe de professores, formada por mestres, doutores, delegados, defensores públicos, promotores de justiça e especialistas em Direito, preparou um método online que dará o apoio necessário para o estudante se preparar e conseguir a aprovação. O curso proporciona ao candidato uma preparação efetiva por meio de videoaulas com abordagem teórica, confecção de peças jurídicas e resolução de questões subjetivas. É a oportunidade ideal para aqueles que buscam uma preparação completa e a tão sonhada carteira vermelha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *